blog

Como ensinar seu filho a andar de skate

Confira como ajudar a criar uma nova geração de amantes do esporte 

Com o Dia dos Pais se aproximando, não tem como não pensar em dar um rolê com os pimpolhos, certo? Se seus pequenos ainda não sabem andar de skate, não tem problema: confira as dicas a seguir para colocar eles em cima da prancha rapidinho. 

Qual a idade ideal para começar? 

Skate não tem hora nem lugar, como você bem sabe, mas cientificamente falando é bom esperar a criança atingir os sete anos de idade. Isto porque os pequenos desenvolvem por volta dessa idade um equilíbrio conhecido como propriocepção, que é uma capacidade de reconhecer a localização do corpo, a posição de cada membro em relação aos demais e a força aplicada pelos músculos. 

Sem este equilíbrio, é muito difícil fazer os pequenos se equilibrarem em cima da prancha, mas é claro que algumas crianças podem se desenvolver mais rápido que outras.

Qual o equipamento necessário? 

Para evitar que os pequenos se machuquem entre uma manobra e outra, alguns equipamentos de segurança são imprescindíveis. Cotoveleiras, joelheiras, luvas e capacetes podem salvar as crianças de lesões, além de roupas mais robustas, como peças de jeans ou couro. 

Dê suporte emocional 

Aprender a se equilibrar na prancha é difícil – portanto, tenha paciência com a sua cria e dê todo o apoio que ela precisar. Para dominar o skate, não tem jeito: é preciso subir, tentar e tentar novamente, até que o corpo aprenda a se equilibrar sobre as rodinhas. Por isso, motivar a criança e reconfortá-la através de abraços, carinho e muita paciência são essenciais para que ela não perca o ânimo e domine rapidamente a prancha. 

Escolha a prancha perfeita 

Saiba escolher o shape correto: 

  • Long board: As pranchas longas são excelentes para quem está começando no mundo do skate. Geralmente, as longboards são utilizadas para quem quer andar por aí em cima da prancha e não pretende executar manobras. 
  • Classic board: São as pranchas clássicas do skate, e são ideais para a criançada começar a praticar ollies e outras manobras. Este modelo atinge altas velocidades e também é ótimo para se locomover, porém exige um equilíbrio apurado. 
  • Custom board: Se tratam de pranchas personalizadas, geralmente encomendadas por skatistas mais avançados que buscam um ajuste mais agudo de suas manobras. Porém, nada impede que você mime sua criança e peça um shape especialmente para ela. 

Gostou destas dicas? Então aproveite para curtir o Dia dos Pais com seus pequenos e ajude a fomentar ainda mais o skate na cultura nacional. Acesse o site da Trurium e fique ligado nos melhores trucks para a sua prancha e a de seus pimpolhos.