blog

Como montar seu próprio skate

Pode parecer uma tarefa fácil, mas escolher seu próprio skate não é tão simples.

Quando precisamos escolher o próprio skate, sempre pensamos no que é melhor: montar o seu ou optar por um que já está pronto? Ambas opções têm vantagens e desvantagens, por isso é preciso entendê-las.

Comprar um skate já pronto é mais barato e perfeito para quem está iniciando. Porém, você pode montar o seu, o que exige um investimento maior, mas que lhe dará um skate personalizado feito sob medida.

Hoje nós daremos algumas dicas para você montar o seu próprio skate. Antes de começarmos, é preciso que você tenha em mente o estilo do skate que você quer: freestyle, street, vertical ou downhill longboard. Essa escolha de modalidade é importante, pois cada uma exige um tipo diferente de skate.

Por onde devo começar?

Escolha seu shape!

Depois de escolher a modalidade de sua preferência, é hora de escolher o shape, que é a parte mais importante do skate. Isso porque cada shape tem uma função e atende a um grupo específico de manobras. Além disso, ele deve estar de acordo com a sua altura.

Outro ponto importante sobre o shape é a largura. Quanto mais largo, maior é a sua estabilidade, que é ideal para o uso em mini rampas, half pipes e bowls. Para street, por exemplo, não são indicados shapes com essa largura.

O shape mais fino serve para manobras em canos e caixotes, além de fazer flip e ollie com ele.

Shapes com largura entre 7,5′ e 8′ são ideais para você andar na rua e fazer manobras técnicas. Para parques ou rampas, o melhor shape fica entre as larguras 8′ e 8.25′.

Agora que você sabe tudo sobre os shapes, vamos passar para o próximo passo.

Pense na melhor lixa!

A lixa não tem muito segredo, a experiência dos rolês vai te dizer qual é a melhor. Elas são muito semelhantes, com diferenças mínimas. Algumas são emborrachadas, que resistem melhor à água, outras têm microporos que evitam a formação de bolhas de ar. Além disso, existem as lixas coloridas e transparentes, que não desempenham função alguma, apenas estética.

O truck certo é fundamental

Truck é aquele eixo em forma de T que fica embaixo do shape. É nele que fixamos as rodas e os rolamentos e a maioria são feitos de aço e possuem porcas nas pontas para segurar as rodas. Além disso, existem trucks específicos para cada tipo de shape.

Antes de escolher o seu, existem algumas regras básicas como: o cumprimento não pode passar de 25cm e a largura do shape deve casar bem com o truck.

Outro fator importante, além do comprimento, é a altura do truck. Trucks mais baixos têm mais estabilidade para manobras flip e se encaixam melhor em rodinhas pequenas de 49 e 52mm. Os trucks de altura normal podem ser usados em qualquer modalidade.

Existem trucks mais altos indicados para quem adora uma aventura, isso porque eles são instáveis devido ao truck ficar mais solto.

As rodas têm função primordial!

Após escolher seu truck, é o momento de escolher suas rodas. É muito importante escolher a melhor, pois elas influenciam na velocidade, no equilíbrio e, principalmente, na capacidade de controlar os movimentos.

Antes de comprar as suas, você deve considerar o seguinte:

Material adequado: a maioria das rodinhas é feita de poliuretano (PU). Comprar rodinhas desse material é garantir custo-benefício, pois elas são de excelente qualidade e acessíveis. Além disso, você raramente irá precisar trocar.

Dureza: a resistência das rodas é essencial. Existem vários níveis, a mais comum é representada pela letra A mais o número de classificação. As mais usadas vão de 75A a 102A.

A classificação depende da sua modalidade. Para Slides, é melhor você comprar uma roda superior a 80A, entre 83 e 85.

Se a sua modalidade for Street, as rodinhas precisam ser mais resistentes devido ao impacto e imperfeições do solo. Escolher uma entre 97A e 102A irá satisfazer a sua necessidade, pois elas são mais duras e você vai poder andar em diversos ambientes urbanos sem medo.

Diâmetro: o tamanho das rodas é muito importante, velocidade e estabilidade têm tudo a ver com suas rodinhas. Os tamanhos podem variar de 49 até 75mm, além disso existem algumas de 80 a 85mm, mas não são tão utilizadas. Rodas maiores possibilitam mais velocidade, já as pequenas garantem melhores manobras street.

As rodas de 49mm a 59mm são bem comuns e você pode usar para diferentes modalidades como street, bowls e halfpipes. Acima de 60mm é mais recomendado para quem quer velocidade, sendo ideais para longboard e oldschool.

Os rolamentos também são importantes.

Os rolamentos possuem uma classificação, que é a ABEC (1, 3, 5, 7 e 9). Esses números têm a ver com a durabilidade, a precisão do giro, a velocidade, suavidade ao deslizar e ao silêncio.

Se esse for seu primeiro skate, não precisa comprar um de 9, um rolamento de 3 ou 5 já está de bom tamanho.

Finalize com os espaçadores

Aqui não tem segredo, os espaçadores são aquelas pecinhas redondas que ficam dentro das rodas, entre o rolamento. Elas evitam que o rolamento toque na roda e também têm a função de travar o cilindro, garantindo que rolamento fique parado enquanto as esferas e o anel giram. O tamanho deles varia de acordo com a roda escolhida.

Curtiu as dicas? Esperamos que vocês possam ter tirado todas as suas dúvidas e, se optarem por fazer seu próprio skate, tenha tudo em mente para escolher o melhor de acordo com a sua necessidade.